sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

TAPETES - ponto eslavo - reto - rosinha



Ponto Reto

                                                                                       
                                                Ponto Rosinha
                              http://rosanapontocruz.blogspot.com/2008_09_01_archive.html

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

TAPETES - ponto esmirna



Ponto Esmirna.
Usado principalmente para tapetes, dando efeito peludo. Utiliza-se para sua confecção, tela dupla e uma agulha especial, tipo gancho. Os fios são cortados em pequenos pedaços iguais de aproximadamente 6 ou 7 cm, dobrados ao meio, e com auxílio do gancho preso à tela conforme mostram os desenhos. É importante que os fios sejam sempre do mesmo comprimento para que o trabalho fique uniforme.


quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

TAPETES - PONTO ARRAIOLO

 "A verdadeira origem do Ponto de Arraiolos, que é uma variante do ponto cruz, ainda hoje é considerada um mistério, sabendo-se no entanto que foi divulgado na Península Ibérica pelos mouros.

O primeiro tapete conhecido, datado do século XII, encontra-se na catedral de Astorga, em Espanha e nele é bem visível um ponto igual ao que hoje se faz.

Nos finais do século XV, por mandato de D. Manuel I, são expulsas da Mouraria de Lisboa várias famílias mouriscas que viriam a fixar-se em Arraiolos, dedicando-se à manufactura de tapeçarias que chegaram até nós graças às mãos laboriosas de gerações de bordadeiras, com traços da vida da grande planície alentejana.

Os verdadeiros tapetes de Arraiolos, são pois, confeccionados desde tempos remotos nesta antiga vila que lhes deu o nome, e considerados como autênticas obras de arte. O ponto conhecido pelo nome de ponto grego ou ponto trança eslavo é executado em pura lã merino sobre tela.

Totalmente executados à mão, em todos os tapetes de Arraiolos pode-se notar o gosto e a personalidade da mulher portuguesa e alentejana que os confecciona, e o seu toque e cunho pessoais nos variadíssimos matizes e conjuntos de cores.

À parte da técnica de fabricação, no que diz respeito à organização pré-decorativa dos tapetes, as regras e princípios adoptados são originários da Pérsia, no entanto as decorações não têm esta origem.

Actualmente podemos encontrar Tapetes bordados com os mesmos motivos usados no século XVII, como por exemplo o Correntes e o Anjos, ou no século XVIII, como é o caso do Seminário, já no século XIX temos o Flores, o Bonecos e o Seteais. No entanto, uma panóplia de novos motivos têm surgido, mas no fundo o fundamental é manter a técnica de bordar intacta para que se evite perder este ícone cultural, como a arte de bem bordar os originais tapetes de Arraiolos pelas preciosas mãos das Tapeteiras desta zona.

Na tentativa de classificar os tapetes, estes têm sido agrupados por épocas:

A 1ª Época corresponde ao séc. XVII, caracterizada pela influência persa na composição decorativa: flor de palmeira, arabescos, palmetas, nuvens, etc. e por alguns motivos geométricos inspirados em mosaicos e azulejaria, sendo o bordado feito sobre linho.

A 2ª Época corresponde aos dois primeiros terços do séc. XVIII, na qual predominam desenhos de inspiração popular enriquecidos com motivos orientais. Surgem os animais, figuras humanas, juntamente com elementos florais. Este foi o período florescente da indústria artesanal em Arraiolos.

A 3ª Época corresponde aos finais do séc. XVIII e ao séc. XIX, desaparecendo os motivos orientais, os arabescos e, progressivamente, os motivos populares, em favor de grandes ramagens e motivos florais, sendo a composição menos densa.

Em meados do séc. XIX, a indústria entrou em decadência, chegaram a desaparecer por completo as oficinas, ficando apenas algumas bordadeiras que trabalhavam por sua conta, nas suas casas ou nas casas dos seus clientes. Foram estas mulheres que, transmitindo a técnica de mães para filhas, tornaram possível o renascimento desta arte já no séc. XX.

Actualmente, bordam-se, com o ponto de Arraiolos, desenhos antigos e modernos, de todas as origens e de todos os estilos. No entanto, os criadores de desenhos para tapetes nem sempre podem ser felizes nas suas composições originais, pois é uma actividade que muito depende do talento.

São diversos e complexos os problemas actuais que se põem a esta actividade, resultantes fundamentalmente da massiva industrialização verificada nos anos 80 e princípios da década de 90. A manutenção da autenticidade e genuinidade regional dos Tapetes de Arraiolos, a dignidade profissional da actividade das artesãs, a protecção da denominação de origem, são os desafios fundamentais no presente, sem fechar portas às evoluções de estilo características das artes vivas.

in CATA - Centro de Apoio às Tapeteiras de Arraiolos"

fonte: http://www.flogao.com.br/comalmalusa/128184847


DICAS:
1- Posterior ao começo do trabalho com fio de lã contrastante, para trabalhar sempre no mesmo sentido.
2- Inicie o trabalho pelo contorno do tapete (quadrado ou retangular), podendo trabalhar em todos os sentidos, porém o fundo tem que seguir um único sentido para que os fios fiquem uniformes.
3 -Tapetes redondos, é necessário que se escolha o sentido em que vai começar o trabalho e seguir sempre nesta posição, tanto para o contorno quanto o bordado em si.


Ponto Arraiolo.
DICAS: Para começar o trabalho, dê alguns pontos na tela ou talagarça e comece a bordar por cima deste fio para escondê-lo.
1. Trabalhe de cima para baixo.
2. Forme meio ponto.
3. Complete o Xis.
4. Passe por cima dele e volte ao centro.
DICA: Antes do fio acabar, passe-o por dentro dos pontos já bordados e esconda a ponta do fio.
DICA: Antes de iniciar o trabalho definitivo, comece treinando em um pequeno pedaço de talagarça ou juta, quando sentir que já esta apta, ou seja os pontos estão uniformes sem falhas, inicie o seu tapete artesanal, com certeza seu trabalho será magnífico.

fonte: http://tapetes-croche.com/category/ponto-de-arraiolos

PASSO A PASSO - tapetes trapilho - ponto barroco


Ponto barroco.
Seguem os desenhos do passo a passo para que você possa aprender o ponto, e depois é só você escolher o esquema, que mais lhe agrade.
Você que é iniciante, procure antes de começar o trabalho na tela, experimente fazer o ponto em um outro pedaço de tela avulsa, treine bem o ponto, quando achar que domina a técnica passe para a tela definitiva.


Diagrama 21 Ponto Barroco.
Azul cobalto – lOgr Azul marinho – 100 gr Cru – 100 gr Verde abacate – 40 gr Verde claro – 200gr Verde escuro – 500 gr Verde médio – 200 gr Verde musgo – 150 gr Tijolo-150 g Talagarça – 52 cm x 70 cm.
Material: Consulte o guia de cores.
Ponto Empregado: Ponto barroco: seguir o passo a passo.
Confecção: Borde a talagarça em ponto barroco seguindo o gráfico e o passo a passo, deixando em toda a volta do bordado 5 cm de borda.
Como Fazer: Dobre para o avesso os 5 cm de talagarça das bordas e costure-a com pontos invisíveis no avesso do trabalho.
Acabamento: Faça barra.

fonte: http://tapetes-croche.com/tag/como-fazer-tapetes

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

INSPIRAÇÃO - fuxico na moda

FUXICO:


Eu e vocês, vocês e eu!!!!

Corina, Anália e Cleide - artesãs do grupo Amarradinho em você.

Todas três fazem tapetes que é uma beleza!!! Mas além deles pintam e bordam.....
Anália é uma exímia bordaderia, Cleide faz um fuxico que é um primor e Corina pinta lindamente panos de prato. Ah! Anália e Cleide também crochetam.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

CORES 3 - Aplicação Terapeutica das Cores

                            
"As cores como vibração energética, propagando-se em determinada frequência, produzem mudanças químicas de forma sutil no ser humano, interferindo em seu metabolismo quer em nível físico ou emocional. Às vezes, nem fazemos idéia do quanto as cores podem nos influenciar em nosso dia-a-dia. 

Alguns exemplos das aplicações terapêuticas das cores são:

Vermelho: - De todas as cores é a mais poderosa, devendo ser usada com prudência. É vitalizante, estimulante e excitante, além de aumentar a pressão sanguínea. Pode estar associada ao perigo, advertência e guerra, mas também a vida, sol, chama e energia. Associa-se ao chakra sacral. Intensifica as funções do corpo estimulando o sistema nervoso e fortalecendo a atividade do fígado.

Laranja: - É a cor da alegria, podendo ser usada para dar mais vida a uma atitude. É antidepressiva, promove a boa digestão, beneficia a maior parte do sistema metabólico, rejuvenesce e vitaliza, podendo também elevar a pressão sanguínea. Associa-se às glândulas supra-renais.

Amarelo: - De forma isolada pode proporcionar perda de estabilidade, proteção, meta ou foco. Assim, pode encorajar o nervosismo e a incerteza. Seu uso é sugerido associado a outras cores. Desperta novas esperanças no caso de resignação de doentes que desistiram da cura; alguns terapeutas afirmam que o amarelo fortalece os olhos e os ouvidos além de ajudar na cura da artrite.

Verde: - Cor que deve ser usada com muito cuidado. Pode ser utilizada para desequilibrar as vibrações causadas pelo raio de uma doença. Associada ao chakra cardíaco, pode ser útil em problemas do coração, úlceras, dores de cabeça, casos de câncer e outros. Também pode estar associada afetivamente à paz, natureza, saúde, abundância, tranquilidade, equilíbrio, esperança e juventude. Harmoniza as flutuações do estado de espírito e provoca melhor equilíbrio nos casos de insatisfação e impaciência.

Turquesa: - Reanimadora e refrescante, calmante e suavizante. Tranquiliza o sistema nervoso e as inflamações, além de auxiliar na cura do eczema (glândula tireóide). Pode servir também como fortificante da pele.

Azul: - De todas é a mais curativa. Extremamente relaxante, traz paz, auxilia na remoção de dores de cabeça e enxaquecas e é útil em casos de asma. Materilamente está associada a frio, céu, gelo. Afetivamente, à verdade, intelectualidade, viagens, serenidade, infinito, meditação. Ajuda a baixar a pressão arterial.; assim como acalma e traz clareza mental.

Violeta: - Traz equilíbrio da consciência: dignidade e divindade, mas também estabilidade. Relaciona-se à mentalidade humana e pode remeter a uma integração como o espaço, com a concentração voltada para um fim específico (oração ou meditação). Eleva a auto-avaliação e a auto-estima de quem perdeu o senso da beleza humana, além de devolver o rítmo do sistema (glândula pineal).Purifica o organismo atuando de modo calmante sobre os músculos do coração e sobre os outros músculos do corpo. Também acalma a superexcitação nervosa. 

Magenta: - Leva à consciência espiritual, auxilia como equilibradora emocional e é estimulante supra-renal. É um agente que fortifica a aura ou as radioemanações do corpo químico. Seu uso é recomendável para propósitos especiais de transmutação dos reinos mais densos para o campo espiritual. Espécie de cor da realização.

Marron: - Cor da integração e do oferecimento, até do sacrifício. Materialmente, associa-se à outono, doenças e terra. Afetivamente, a melancolia, orações, etc.

Preto: - Atrai todas as vibrações para si, absorvendo-as. Funciona como um isolante. Trata-se da cor da auto-negação.

Branco: - Representa pureza em sua forma extrema. Diferentemente do preto, tudo é excluído da cor branca. Tanto a cor branca como a preta encerram em si a total potencialidade. O branco representa a pureza de todos os seres. Por outro lado, encerra o isolamento, já que tudo se exclui dele."

Fonte: http://www.sobre.com.pt/aplicacao-terapeutica-das-cores

domingo, 23 de janeiro de 2011

CORES 2 - Cores na Decoração de Interiores Segundo o Feng Shui

imagem: grupo amarradinho em você

"Embora, nem sempre as pessoas dêem importância, a cor que será utilizada para pintar as paredes da sua casa, ou de sua loja, ou escritório é de extrema importância dentro do Feng Shui. Através da utilização correcta das cores, você poderá harmonizar os ambientes de modo a fazer de seu dia-a-dia mais calmo, mais prospero, mais saudável. Abaixo uma pequena mostra das cores mais utilizadas dentro da filosofia chinesa.

Quarto de Crianças:As cores mais indicadas são verde clarissimo, azul claro e rosa pastel. O verde é considerado uma cor de equilíbrio e saúde. O azul traz serenidade, pode acalmar crianças agitadas e diminui a insônia. O rosa representa o amor, estimula emoções positivas.

Quarto de Casal: Neste caso também pode ser usado os tons de verde claros, que é a cor do equilíbrio e da saúde. Tons de rosa suave (amor e romantismo) para que o casal sinta prazer em permanecer juntos neste ambiente. Lembre-se que laranja e vermelho em excesso provocam irritação e nervosismo.

Cozinha: O verde poderá estar presente em qualquer ambiente, pelo que emana sua vibração. Tons de vermelho na cozinha ajudam a aguçar o apetite.

Sala de Estar ou TV: Tons de verde suave e também cores aconchegantes como os tons de café-com-leite e marrom podem ser usados. Mas nunca o azul, pois acalma demais e a sala é um lugar onde você receberá amigos e não poderá sentir-se relaxado demais. Tons de amarelo e laranja também são bons.

Casa de Banho/Lavabos: As cores indicadas para banheiros são o verde e o azul por representarem a água. Quando tratamos de um lavabo, caso a pessoa não queira usar essas cores, o que pode ser feito é usar a cor de acordo com a decoração da casa.

Hall de Entrada: Da mesma forma que no lavabo, o ideal é adequar a cor à decoração. O importante é que esteja sempre muito bem iluminado e limpo.

Sala de Jantar: Na sala de jantar podemos trabalhar com cores quentes como o amarelo, laranja e vermelho (cores excitantes), pois neste ambiente as pessoas se reúnem para momentos de alegria, uma boa conversa enquanto saboreiam uma excelente refeição.

Escritório: O amarelo é a cor mais indicada para esta área, já que ela activa a inteligência e a sabedoria, estimula o raciocínio e o trabalho intelectual, e ainda aumenta a capacidade de concentração.
Abaixo algumas cores relagionadas aos guás, que poderão ser utilizadas para harmonização da área a ser activada.
Trabalho - Preto
Influenciada pela simbologia do elemento água que rege este guá. Cor encontrada nas profundezas de mares e rios.

Espiritualidade - Azul
Relacionada ao céu que acalma e relaxa, condições que necessitamos para chegar a uma verdadeira busca interior.

Família - Verde
É considerada pelos chineses como a cor para representar o despontar da vida.

Prosperidade - Púrpura
Esta cor só era obtida na antiguidade através de pigmentos caros e muito raros, por isso relaciona-se o roxo ao sentido de riqueza e abundância.

Sucesso - Vermelho
Este guá é regido pelo elemento fogo. Considerando que a luz clareia a escuridão, essa cor foi associada a valores elevados, reputação e brilho.

Relacionamento - Rosa
A cor rosa simboliza a qualidade das relações amorosas, acalma e tranqüiliza sem a frieza do azul (cor que tem as mesmas características).

Criatividade - Branco
Representa o vazio, que está receptivo a novas idéias e a planejamentos para o futuro.

Amigos - Cinza
A mistura do branco (cor do guá anterior - criatividade) e do preto (cor do guá posterior - trabalho) obtemos o cinza e representa o início da noite."

fonte: http://www.sobre.com.pt/cores-na-decoracao-de-interiores-segundo-o-feng-shui-conteudo-sobrecompt

CORES 1 - Significado de Cromoterapia


                                
"A Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e a harmonia do corpo, da mente e das emoções. 

Esta terapia vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, como no Egito antigo, nos templos de luz e cor de Heliópolis, como também na India, na Grecia, na China, onde suas aplicações terapêuticas foram comprovadas através da experimentação constante e verificação de resultados.
Actualmente há estudos onde se determina qual a cor mais adequada para ambientes de estudo, ou de trabalho, ou hospitais,etc. Até nas propagandas o uso de cores é estudado, dependendo do objetivo a que se quer chegar, o público alvo e o produto que está sendo trabalhado.

A Cromoterapia é baseada nas sete cores do espectro solar e cada cor tem uma vibração específica.

 Cada cor tem uma infinidade de aplicações, pois elas são utilizadas conjugadas a outras energias que estão além dos sentidos, em outras dimensões. Por isso, eventualmente, pode-se usar determinada cor conseguindo-se determinado efeito e, em circunstância diferente, é preciso usar outra até aparentemente antagônica para conseguir o mesmo efeito.

Para cada pessoa deverá ser feita uma sensibilização diferente, pois a cor deverá combinar com as cores dessa pessoa. Não há cor melhor ou pior, mais nobre ou menos nobre, o que pode haver é a cor errada para determinado momento.

O cromoterapeuta deve ter formação e visão holística e a sensibilidade desenvolvida para utilizar as cores da forma adequada, ativando as energias que estão deficitárias, ajudando na recuperação de células doentes e contribuindo na indução a melhores hábitos mentais que se traduzirão em melhoria da ação, dos hábitos e da conduta, levando à harmonização e à saúde integral.

Cada parte do nosso corpo esta estritamente relacionada com as cores do espectro, portanto, dependendo da moléstia, necessitamos tratar essa parte com sua cor vibracional correspondente. Por exemplo: diabetes usamos o amarelo por sua ação reativadora e renovadora.

Cromoterapia é um tratamento terapeutico baseado em cores e luzes que podem ajudar a curar moléstias que se apresentam em nosso corpo físico.

O ser humano e a natureza necessitam da luz do sol para viverem. O homem e a natureza recebem a luz solar e esta se decompõe em sete raios principais que são distribuidos por todos os nossos corpos, físico e energético. Se houver desequilíbrio dessas cores, as doenças refletem-se no nosso corpo físico e adoecemos.

A Cromoterapia, através de suas cores energéticas, reestabiliza o equilíbrio do organismo, obtendo-se, portanto, a cura. No tratamento Cromoterápico, podemos utilizar várias técnicas como fonte de cura ou harmonização: luz do espectro solar, luz de lâmpadas coloridas, alimentação natural, mentalização das cores e ainda contato com a natureza"

FONTE: http://www.sobre.com.pt/significado-de-cromoterapia

sábado, 22 de janeiro de 2011

ME AMARREI!!!

imagem: net

tapete: grupo amarradinho em você

ESPAÇO ABERTO - Ôoh de casa!


Nosso espaço aqui é para falarmos de artesanato, por isso quando encontramos algo interessante nesse assunto vamos divulgar.
Encontrei a loja Ôoh de casa! que comercializa o artesanato brasileiro. As sócias, viajam e garimpam lindas peças que vão deixar sua casa muito mais bonita e colorida.

Quer conhecer um bucadinho, entre no site e no blog. Segue os endereços abaixo.

SITE: http://www.oohdecasa.com.br/home.html

BLOG: http://blogdaoohdecasa.blogspot.com/

Sucesso garotas!!!!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

ME AMARREI!!!

imagem: net

tapete: grupo amarradinho em você

ESTILOS de decoração - qual é o seu???



Clássico - Neste estilo englobamos o francês e o inglês e suas variantes. Caracteriza-se por decorações refinadas, com muito trabalho nos tetos e nas paredes (as famosas boiseries, que se transformaram nos lambris que hoje conhecemos), tapeçarias, lustres de cristal, espelhos, mobiliário entalhado, cores fortes, como dourado, vinho e vermelho e tecidos sofisticados, como seda e veludo. Ele reflete a opulência européia do século 17, com seus castelos e palácios decorados ricamente para sediar grandes festas e banquetes.


Contemporâneo – Este estilo prima pelas linhas retas e formas puras, em ambientes bem definidos, em que a função tem tanto peso quanto a estética. Paletas de cores claras (principalmente o branco) ou escuras compõem espaços e móveis, em que o desenho limpo e detalhes sutis, quase imperceptíveis, trazem sofisticação e sensação de bem-estar. O lema do contemporâneo é a frase cunhada pelo arquiteto alemão Mies Van der Rohe no início do século 20: Menos é mais. Hoje, este é o estilo mais usado no mundo todo, pois acompanha a praticidade da vida moderna. Além disso, ele permite mesclar outros estilos, o que ajuda a disfarçar seu ponto fraco: a pasteurização dos espaços. Isto porque a decoração contemporânea pura torna todas as casas iguais. Já, ao inserir objetos de vertentes diferentes, consegue-se dar personalidade aos ambientes.


Étnico – Aqui podemos incluir decorações em que a temática vêm da cultura e do artesanato de tribos ou povos de diferentes partes do mundo. A vertente africana é a mais forte dos últimos anos. São muito apreciados os seus tecidos de estampas marcantes e de interessante contraste de cores, estátuas e máscaras. O Oriente também exerce fascínio. China e Japão há muito fornecem inspiração para a decoração ocidental, no entanto hoje Bali e Tailândia tornaram-se mais populares entre nós. Um dos motivos foi o boom de exportação brasileiro de móveis e objetos desses dois paises, gerando excelente relação de custo e beneficio. São peças leves, descontraídas, sob medida para ambientes alegres e práticos.


Retrô / Vintage – Decorações assim pedem elementos do passado, principalmente dos anos 1940, 50 e 60. Muito em voga atualmente, caracterizam-se pela composição de móveis e objetos pontuais, de preferência de linhas puras e design assinado. O bacana aqui é integrar esses itens à realidade de hoje, fazendo com que se harmonizem com a parafernália eletrônica moderna e com a multifuncionalidade da casa do século 21. Tudo indica que é uma tendência que chegou para ficar.


Provençal – Este estilo sofisticado, datado do final do século 17, vem do interior da França. Sua base é clássica, inspirada na decoração carregada dos palácios e castelos, porém nesta versão, são as pátinas, a pintura branca e os decapês, imprimindo ar desgastado aos móveis, que aparecem com força total. Tudo aliado aos tecidos claros, em composição com cores pastel, como o verde, o bege, o lilás e o azul. Estampas florais, xadrezes, listrados e o Toile de Jouy, célebre por suas cenas campestres, arrematam o contexto. Optar pelo provençal garante frescor à casa, pois trata-se de uma decoração leve, bucólica e romântica.


Rústico - Madeira bruta e escura, em que veios, ranhuras, nós e rachaduras ficam aparentes, é o material que mais caracteriza o mobiliário deste estilo. Mas aqui também são bem-vindas as composições com fibras naturais, como vime, taboa e bambu. São peças de linhas retas e simples, que integram o homem à natureza. Apesar da rusticidade, estes móveis têm trânsito livre em decorações sofisticadas, proporcionando contrastes elegantes.
Na decoração atual, chamada de contemporânea, o clássico, o retrô e o vintage são os estilos que mais aparecem. A preferência por esses movimentos do passado tem explicação. É que as linhas retas, as cores claras, a neutralidade de materiais como o aço e o vidro, bem como a disposição simétrica do mobiliário, fortes características do estilo contemporâneo, permitem contrapontos. Nada mais chique do que pincelar aqui e ali, num espaço moderno, móveis herdados ou peças que contam histórias de outras épocas. Isso traz personalidade ao projeto, deixa os espaços mais convidativos e agradáveis para viver no dia-a-dia. O pulo-do-gato aqui é saber garimpar boas peças. Nem tudo das décadas de 1940, 50 e 60 têm valor garantido."

fonte: http://casa.abril.com.br/casaclaudia/curso-decoracao/estilos-decoracao-fernando-piva.shtml
imagens: http://tddenovo.wordpress.com/author/tddenovo/page/2/
http://www.decoracaointeriores.org/quarto-contemporaneo/
http://decoracion2.com/estilo-etnico/26172
http://www.inovedesign.com.br/?p=490
http://marcoscesarinteriores.com.br/?p=3946%3E%3E&gtlang=en

Você poderá gostar também dos estilos: minimalista, zen, oriental, kitsch ou criar seu próprio estilo interagindo todos esses. Por que não????

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

sábado, 15 de janeiro de 2011

ENCOMENDA - jogo americano - cupcakes

Esse jogo americano foi feito para uma cliente.
Ficou lindo não ficou????
A cerejinha foi feita em crochê.



jogo americano: imagens grupo amarradinho em você

Ingredientes para receita básica de cupcakes
1 1/2 xícara de açúcar
300g de manteiga amolecida
3 ovos
2 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de leite
10 gotas de extrato de baunilha
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 colher de café de bicarbonato de sódio


Sugestão de ingredientes para variar
Chocolate em pó (não use achocolatado, tem açúcar e menos cacau)
Chocolate granulado
Coco ralado e 1/2 xícara de leite de coco (ao invés do leite comum)
Ameixas secas picadas
Cerejas secas picadas ou inteiras
Passas de uvas
Suco e raspas de 1 limão grande


Para preparar a forma de cupcake
Óleo spray
Farinha de trigo
Se preferir: forminha para cupcake


fonte da receita:
http://www.muitogostoso.com.br/informacao/view/Lanches/Cupcakes/Cupcakes-Variados/